Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/613
Title: Incorporação de armas como parte do eu americano: uma estratégia de poder
metadata.dc.creator: BARBOSA, Delanda Cristina Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVA, Brenda Farias
metadata.dc.contributor.advisor1Lattes: http://lattes.cnpq.br/6606521495121341
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Citation: BARBOSA, Delanda Cristina Santos. Incorporação de armas como parte do eu americano: uma estratégia de poder. Orientadora: Brenda Farias Silva. 2018. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) – Departamento de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2018. Disponível em: http://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/613. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho tem como objetivo expor como os Estados Unidos incorporaram as armas de fogo em sua identidade nacional como uma forma de manipular, e, manter uma coesão social que além de preservar as relações de poder existentes, retém sua posição de maior ator global. Para tanto, tomamos por base a questão de como a Segunda Emenda da Constituição estadunidense impacta o senso de cultura do eu americano? A metodologia utilizada é a de pesquisa bibliográfica, onde foram explanados os conceitos de “cultura”, “identidade”, “eu”, “auto identificação” e “política de poder”, a partir dos quais foram realizadas análises das propagandas políticas executadas nos Estados Unidos. O referencial teórico levou em conta as especificidades únicas da cultura norte-americana na tentativa de melhor compreender as perspectivas sociais, políticas e religiosas que este fenômeno acarreta
Abstract: The aim of this study is to expose how the United States incorporated firearms into its national identity as a way to manipulate and maintain a social cohesion that not only preserves existing power relations, but also rectifies their position as the biggest global player. To do so, we take into question “how does the Second Amendment influences the cultural sense of the American self?” Bibliographical research is used as methodology to explain the concepts of “culture”, “identity”, “self”, “selfdetermination” and “power politics”; from which the political propaganda carried out in the United States will be analyzed. The theoretical references took into consideration the uniqueness of the American culture in an attempt to better understand the social, religious and political perspectives that this phenomenon entails
Keywords: Estados Unidos (País)
Identidade cultural
Cultura de armas
Poder
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA::POLITICA INTERNACIONAL
Publisher: UNIFAP - Universidade Federal do Amapá
metadata.dc.publisher.country: Brasil
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Relações Internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_IncorporacaoArmasAmericano.pdf4,16 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons