Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/672
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSILVA, Cleudiane Morais da-
dc.creatorFRAZÃO, Maxilene Pinto-
dc.creatorREIS, Nilzete Ferreira Duarte-
dc.date.accessioned2021-01-26T17:22:33Z-
dc.date.available2021-01-26T17:22:33Z-
dc.date.issued28-12-2020-
dc.identifier.citationSILVA, Cleudiane Morais da; FRAZÃO, Maxilene Pinto; REIS, Nilzete Ferreira Duarte. Levantamento de conhecimento popular sobre plantas medicinais no Município de Mazagão, Amapá. Orientador: Galdino Xavier de Paula Filho. 2020. 55 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Educação do Campo – Ciências Agrárias e Biologia) – Campus de Mazagão, Universidade Federal do Amapá, Mazagão, 2020. Disponível em: http://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/672. Acesso em: .-
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/672-
dc.description.abstractCurrently, traditional communities use local knowledge about medicinal plants to benefit from its therapeutic action, treat diseases and increase the resistance of the body. These practices occur through the perception of the relationship between man and the benefits that these plants provide as alternative remedies. Therefore, this study aimed to gather information about local knowledge and benefits of medicinal plants in the city of Mazagão - AP. The etnolifting took place from July to August 2020 in the municipality of Mazagão - AP (districts of Mazagão Velho and Carvão; urban area of Mazagão and Vila do Ajudante). O etnolifting ocorreu por meio de entrevistas com roteiro semiestruturado. Nineteen informants were interviewed, it was observed that 48% correspond to an age range between 60 and 69 years, and there was a predominance of literate (73.7%) and women (84.21%), and 36.84% live in the area of Mazagão. The informants indicated 119 species of medicinal plants used, which obtained 323 citations. The rue (Ruta graveolens) was the most cited (13 citations). 49 diseases treated with phytoprepared from the plants mentioned were identified, 16 of these are directed to gastric problems. Among the forms of preparation, treatment by tea predominated. In relation to popular knowledge in the communities studied, women are easily found as owners and are the main sources of empirical knowledge about the use of medicinal plants, whose knowledge was obtained spontaneously from mothers (53% of citations); and children are the main recipients of this knowledge (68.42% citation). It is concluded that in the study region there is knowledge about medicinal plants, their forms of use are summarized in the fresh and processed use, and their indications are predominantly in the fight against gastric problems. In general, popular knowledge is perpetuated through oral form and observation, involving family memberspt_BR
dc.publisherUNIFAP - Universidade Federal do Amapápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 United States*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.sourceCD-ROMpt_BR
dc.subjectMedicina alternativapt_BR
dc.subjectErvas naturaispt_BR
dc.subjectPlantas medicinaispt_BR
dc.subjectRemédios caseirospt_BR
dc.subjectConhecimento popular – Mazagão – Amapá – Brasilpt_BR
dc.titleLevantamento de conhecimento popular sobre plantas medicinais no Município de Mazagão, Amapápt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso - Graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1PAULA FILHO, Galdino Xavier de-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6248205173437879-
dc.description.resumoAtualmente as comunidades tradicionais utilizam os saberes locais sobre plantas medicinais para se beneficiar de sua ação terapêutica, tratar doenças e aumentar a resistência do corpo. Essas práticas ocorrem pela percepção da relação entre o homem e os benefícios que estas plantas possibilitam como remédios alternativos. Diante disso, o presente estudo teve como objetivo, levantar informações sobre saberes locais e benefícios das plantas medicinais no município de Mazagão – AP. O etnolevantamento ocorreu no período de julho a agosto de 2020 no município de Mazagão - AP (distritos de Mazagão Velho e Carvão; zona urbana de Mazagão e Vila do Ajudante). O etnolevantamento ocorreu por meio de entrevistas com roteiro semiestruturado. Foram entrevistados 19 informantes, observou-se que 48% corresponde a uma faixa etária entre 60 a 69 anos, e houve predominância de alfabetizados (73,7%) e mulheres (84,21%), e 36,84% residem na zona urbana de Mazagão. Os informantes indicaram 119 espécies de plantas medicinais utilizadas, as quais obtiveram 323 citações. A arruda (Ruta graveolens) foi a mais citada (13 citações). Foram identificadas 49 doenças tratadas com fitopreparados a partir das plantas citadas, 16 destas são direcionadas a problemas gástricos. Dentre as formas de preparo, predominou o tratamento por chás. Em relação ao saber popular nas comunidades estudadas, as mulheres são encontradas com facilidade como detentoras e sendo principais fontes de conhecimento empírico sobre o uso de plantas medicinais, cujo conhecimento foi obtido de forma espontânea repassado pelas mães (53% de citação); e os filhos são os principais receptores desse conhecimento (68,42% de citação). Conclui-se que na região de estudo há conhecimentos sobre as plantas medicinais, suas formas de uso se resumem na utilização in natura e processada, e suas indicações são predominantemente no combate de problemas gástricos. Em geral o conhecimento popular se perpetua pela forma oralizada e observação, envolvendo os membros familiarespt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIApt_BR
dc.contributor.advisor1orcidhttps://orcid.org/0000-0002-0235-2072-
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
Appears in Collections:Educação no Campo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_LevantamentoConhecimentoPopular.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons