Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/914
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorBARCESSAT, Felipe Luiz Ribeiro-
dc.creatorNOGUEIRA, Flávio Antônio de Sousa-
dc.date.accessioned2022-06-07T16:20:24Z-
dc.date.available2022-06-07T16:20:24Z-
dc.date.issued07-04-2010-
dc.identifier.citationBARCESSAT, Felipe Luiz Ribeiro; NOGUEIRA, Flávio Antônio de Sousa. A prática dos professores de português e a relação com a formação de produtores de texto escrito no ensino médio. Orientadora: Adelma das Neves Nunes Barros Mendes. 2010. 134 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras Inglês) – Departamento de Letras e Artes, Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2010. Disponível em: http://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/914. Acesso em:.-
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifap.br:80/jspui/handle/123456789/914-
dc.description.abstractThis qualitative and observational research aims to analyze the conditions of production of written texts, in the third year, of the secondary level of two public schools of the state network in the municipality of Macapá, Amapá. During two months, in 2008, we observed situations of work with the textual production, carried out by the teachers, aiming to collect texts, from the students, to analyze the production conditions. During this period we were able to collect 14 texts, and carry out interviews with the teachers, dealing with the work with writing. For the analysis of texts, teachers' responses and observations, we used as a parameter the production conditions proposed by Geraldi, Antunes and others. We adopted, as a theoretical basis, the interactionist perspective of language, seeking in the studies of Bakhtin and Vygostski, the main source to guide studies and reflections. Based on this view, it was found that teachers still have a traditional conception of language, which incisively reflects on the teaching-learning of the production of written texts in the classroom. The production conditions identified in the students' texts are artificial, typical of school writing activities. Which portrays a traditional conception of language, which does not provide the development of writing as a social practice. Finally, we show the results obtained with the intervention of the researchers in one of the field schools; and we discussed the current teaching-learning situation of the production of written texts, launching reflections on a teaching concept that allows the student to interact, through written language, in situations of effective use of the language.pt_BR
dc.publisherUNIFAP – Universidade Federal do Amapápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 United States*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectTextos escritospt_BR
dc.subjectProdução de textospt_BR
dc.subjectProdução textualpt_BR
dc.subjectRedação escolarpt_BR
dc.titleA prática dos professores de português e a relação com a formação de produtores de texto escrito no ensino médiopt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso - Graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1MENDES, Adelma das Neves Nunes Barros-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9888614392602464-
dc.description.resumoEsta pesquisa, de natureza qualitativa e observacional, tem como objetivo analisar as condições de produção de textos escritos, no terceiro ano, do nível médio de duas escolas públicas da rede estadual no município de Macapá, Amapá. Durante dois meses, em 2008, observamos situações de trabalho com a produção textual, realizadas pelos professores, objetivando coletar textos, dos alunos, para analisar as condições de produção. Nesse período conseguimos coletar 14 textos, e realizar entrevistas com os professores, versando sobre o trabalho com a escrita. Para a análise dos textos, das respostas dos professores e das observações utilizamos como parâmetro as condições de produção propostas por Geraldi, Antunes e outros. Adotamos, como base teórica, a perspectiva interacionista da linguagem, buscando nos estudos de Bakhtin e Vygostski, fonte principal para nortear os estudos e as reflexões. Com fundamento nessa visão, constatou-se que os professores ainda possuem, uma concepção tradicional de linguagem, que reflete incisivamente, no ensino-aprendizagem da produção de textos escritos em sala de aula. As condições de produção identificadas nos textos dos alunos são artificiais, típicas da atividade de redação escolar. O que retrata uma concepção tradicional de linguagem, que não proporciona o desenvolvimento da escrita como prática social. Por último, mostramos os resultados obtidos com a intervenção, dos pesquisadores, em uma das escolas campo; e discutimos a atual situação do ensino-aprendizagem de produção de textos escritos, lançando reflexões acerca de uma concepção de ensino que proporcione ao aluno interagir, por meio da linguagem escrita, em situações de uso efetivo da língua.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTESpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
Appears in Collections:Letras - Português / Inglês

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_PraticaProfessoresPortugues.pdf10,3 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons